Tudo o que você precisa saber sobre a planta aquática Rotala rotundifolia

Rotala rotundifolia

A Rotala rotundifolia é considerada uma das melhores plantas para serem plantadas na parte do fundo do aquário, e quando plantadas corretamente e muito bem podadas elas formam uma moita bem compacta e atraente. Contudo ainda podem ser usadas como plantas intermediárias, aquelas usadas na porção intermediária do aquário como plantas de transições, para isso bastam podas mais frequentes.

A Rotala rotundifolia tem um porte mais avantajado, e por conta dessa característica podem ser usadas em aquários de diversos tamanhos, desde os maiores, aqueles de grande porte como os aquários mais pequenos. Também são plantas que não necessitam de um cuidado muito grande, e quando sobre iluminação intensa adquirem uma tonalidade roseada muito atraente, são muito indicadas para aquaristas iniciantes.

Segue a ficha técnica da Rotala rotundifolia:

Família: Lythraceae;

Origem: Ásia;

Hábito: Submersa Emergente;

Tamanho: 40 a 60 cm de altura;

Temperatura da Água: de 18 a 30 ºC;

Iluminação: Moderada a intensa;

pH: de 5,0 a 8,0;

Manutenção: Fácil;

Crescimento: Rápido;

Propagação: Se reproduz através do replantio das podas;

Plantio: São plantas para serem plantadas na parte intermediária ou inferior do aquário. Por apresentarem um tamanho grande, e ter um crescimento rápido devemos controlar nas podas. Devem ser plantadas em molhos de 3 ramos com 3 centímetros de distância entre elas.

Tudo o que você precisa saber sobre a planta aquática Rotala rotundifolia

Deixe aqui seu email para receber novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *