Musgo – Flame Moss

O Musgo – Flame Moss é um dos musgos mais atraente e que causam um efeito natural muito peculiar. Devido ao seu crescimento vertical ondulado, faz com que ele tenha a aparência de uma chama, dai seu nome popular “Flame Moss”. Apesar de poder ser utilizado para formação de carpetes entre outros, esse tipo de musgo irá se destacar muito melhor quando amarrado a troncos colocados na porção intermediária do aquário e diagonalmente, onde o natural crescimento do musgo irá ter um contraste belíssimo.

O Musgo – Flame Moss, assim como os outros musgos, tem uma característica peculiar que, diferentemente de outras plantas, não flutuam quando estão soltas, com isso devemos ter muito cuidado na hora da poda, pois se não aspirar os ramos imediatamente após podados, eles irão se espalhar pelo fundo do aquário e crescer por toda a parte. Tendo em vista toda a manutenção que um musgo exige, essa é a única que vai requerer um pouco mais de experiência do aquarista.

Segue a ficha técnica do Musgo – Flame Moss:

Família: Hypnaccae;

Origem: São musgos originários da Ásia;

Hábito: Submersa Emergente;

Tamanho: 05 a 15 cm de altura;

Temperatura da Água: de 10 a 28 ºC;

Iluminação: Indiferente;

pH: de 5,0 a 9,0;

Manutenção: Fácil;

Crescimento: Lento;

Propagação: Se reproduz através de corte e nova fixação dos ramos;

Plantio: São plantas que servem para serem fixadas em rochas ou troncos, e nunca enterradas no substrato. Ficam ótimas quando fixadas em troncos postados diagonalmente, onde seus ramos irão crescer dando a aparência de chamas, imitando assim seu crescimento natural quando na natureza, mas também podemos fazer um carpete de musgo flame, basta apenas fixá-los em pequenas pedras achatadas, e espalhar essas pedras pelo substrato do aquário, mas sempre devemos controlar seu crescimento com podas.

flame-moss1

Deixe aqui seu email para receber novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *