Lilaeopsis mauritiana

A Lilaeopsis mauritiana, é uma bela planta que tem um crescimento bem lento, mesmo sendo uma planta de exigências muito alta, requerendo uma iluminação forte bem como a adição de CO2 e fertilização líquida, o que é um comportamento contrário de outros plantas de crescimento lento como as Anubias por exemplo, cujas exigências são bem menores.

A Lilaeopsis mauritiana é uma planta que pode servir tanto como planta de transição, onde seriam plantadas na parte intermediária do aquário e sempre próximo a troncos e rochas. Ou podem ser plantadas na porção de trás do aquário, servindo como composição de layout, onde irão formar belas moitas, mas aqui devemos prestar muita atenção com os erros na hora da poda, pois como são plantas de crescimento lento, elas irão demorar muito para reorganizar eventuais erros cometidos pelo aquarista.

É muito importante lembrar que além de serem plantas muito belas, elas demandam cuidados especiais, e uma certa experiência do aquarista. Então essas plantas são recomendadas apenas para aquaristas mais experientes, que já saibam como lidar com essas exigências e aplicar doses corretas de fertilização, podendo retomar o controle da situação rapidamente em caso de algum desequilíbrio no aquário, pois essas plantas não são muito tolerantes quanto a erros.

Segue a ficha técnica da Lilaeopsis mauritiana:

Família: Apiaceae;

Origem: América do Sul, América Central e do Norte;

Hábito: Submersa;

Tamanho: 05 a 10 cm de altura;

Temperatura da Água: de 19 a 30 ºC;

Iluminação: Intensa;

pH: de 6,0 a 8,0;

Manutenção: Difícil;

Crescimento: Lento;

Propagação: Se reproduz através de estolhos;

Plantio: São plantas para serem plantadas na parte intermediária e fundos do aquário, servindo como planta de transição ou até mesmo como planta de composição de layout, formando belas moites, tudo irá depender do tamanho do seu aquário e também do formato do seu layout. São plantas muito exigentes que irão exigir o máximo em questão de substrato fértil, iluminação e adição de CO2, além disso também requerem a adição de fertilização líquida apropriada.

Deixe aqui seu email para receber novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *