Tudo o que você precisa saber sobre o Lebiste Selvagem ou Guarú

Lebiste Selvagem ou Guarú

O Guarú, conhecido também como Lebiste Selvagem, é encontra no Brasil inteiro. É muito fácil de achar esse peixe nos lagos e rio desse país. São peixes que não tem muito padrão de cores e é muito fácil encontrar eles no tom de verde, azul, laranja e vermelho, e não se espante se encontrar todas essas cores juntas em um mesmo peixe.
Os Guarú foram espalhados no Brasil todo como forma de combater a larva do mosquito da dengue, isso pelo fato de ser um peixe com um poder de resistência muito grande, ele suporta águas poluídas e com pouco teor de oxigênio.


As fêmeas dessa espécie são bem maiores do que os machos e tem um tom de verde-oliva. São peixes que se reproduzem muito facilmente e a gestação dura entre 28 a 40 dias. Os filhotes já nascem totalmente formados, mas é muito importante separar os filhotes dos outros peixes para eles não serem comidos.
Um  aspecto muito interessante é que as fêmea da espécie selvagem, se colocadas junto com machos da espécie selvagem e Guppy irão recusar os machos selvagens. Isso é possível pelo fato do macho Guppy ser mais colorido do que os machos selvagens. São peixes sociáveis e bem adaptáveis em grupos, convivendo bem com peixes de outras espécies.

Embora os Guarús sejam muito fáceis de serem criados em um aquário, e importante  tomar  alguns cuidados para poder aumentar a vida útil do peixe e deixá-los ainda mais  vistosos e  coloridos, segue a ficha técnica do Guarús:

Nome Popular:
São conhecidos com o nome de Guarú

Nome Científico:
Foi batizado de Poecilia vivipara

Origem:
São peixes nativos de todo o Brasil

Temperatura:
Para manter a qualidade do habitat ideal para o Guarú, a água deve estar entre 22°C e 28°C,  mas de preferência manter em 27°C.

Água:
O  pH da água deve ficar entre 6.6 a 7.6

Alimentação:

Os Guarús tem uma alimentação Onívora, comem várias coisas, vou listar algumas delas: Rações em flocos, Spirulina, alimentos vivos entre  outros.

Tudo o que você precisa saber sobre o Lebiste Selvagem ou Guarú

Deixe aqui seu email para receber novidades.

42 ideias sobre “Lebiste Selvagem ou Guarú”

  1. A primeira foto não é de poecilídeo, quanto mais de guarú ou lebiste selvagem.

    A segunda foto é de um poecilídeo do gênero Phalloceros (aparanta ser um Phalloceros caudimaculatus), recebe popularmente nomes parecidos com o do lebiste selvagem, até foram disseminados pelo país para combate à malária e dengue, essa espécie é comum no sul pois suporta temperaturas muito mais baixas que o lebiste.

  2. Cara, não sei se é mais a mesma foto, mas sempre vi esses como guarú mesmo, sendo este aí o macho, menor e mais colorido. Muito comum em qualquer córrego, aguentando esgoto e sujeira.
    Jucaballa

    1. Eu acredito ser mesmo o Guarú. Está certo. Bela foto. Vou procurar saber sobre essa questão futuramente, pois a identificação é mesmo um assunto controverso.

  3. As fotos atuais são da espécie Poecilia wingei (Endlers).   Outro detalhe é o nome científico que o correto é "Poecilia vivipara" sem uso de acentuação. Para curiosidade e conhecimento, nomes científicos são descritos em itálico e usa-se somente a primeira letra em caixa alta.   Os nomes comuns atribuídos a esta espécie são: Guaru ou Barrigudinho (Brasil), Guppy ou Sardinita  (Venezuela).   Mais informações: http://www.viviparos.com/Galeria/Felipe2.htm e http://www.fishbase.org/summary/speciessummary.php?id=23359

  4. Oi, alguém pode me informar onde conseguiria compra o guppy selvagem ? Atualmente moro na Bahia , mas na adolescência morei em Brasília e foi o primeiro peixe de aquário pelo qual me interessei, não sei por que mas aqui na Bahia não consigo encontra-los!

    1. Olá Renato,

       

      Não é muito fácil de achar esse peixe. Mas hoje em dia temos muitas opções de lojas que vendem pela internet. Acho válido uma busca online por esse peixe.

      Caso ache um local legal para comprar e queira compartilhar conosco, é só nos mandar.

      Abraços,

  5. ola gente, tenho uma experiencia boa, peguei 4 machos e 2 femeas em uma cachoeira aqui no RJ lindos ja reproduziram e estou com 3 filhotes…

    dou comida normal de peixes eles adoram tb minusculos pedacinhos de pão…

     

    1. Olá Anderson,

      Essa é uma experiência realmente incrível. Parabéns.

      Uma dica, procure alimentar seus peixes apenas com rações especificas para isso. Ela já são próprias e preparadas com vitaminas e nutriente que os peixes necessitam.

      Abraços

  6. Alguém pode me informar onde posso encontrar matrizes de lebiste selvagem? Minha intenção é criar para repovoar os riachos da minha região.

    Obrigado.

    1. Olá Evandro,

      Infelizmente eu não tenho esse conhecimento. Mas pessoal, que puder ajudar o Evandro, por favor ajudem. É uma bela iniciativa dele. Merece nosso esforço.

      Parabéns Evandro

    2. Acho q VC não precisa de matriz, pegue alguns casais em um córrego, lagoa, nascente ou algo do tipo, em pouco tempo VC ta cheio deles. Eles são como ratos, se adaptam bem a ambientes sujos e se reproduzem muito.

  7. Quero criar Lebistes selvagens no meu aquario mas toda vez que eu coloco os outro peixes os comem. Atualmente to com 3 adultos e 7 filhotes eles estão no berssario do aquario quero soltalos mas tenho medo dos outros comerem meu aqua tem 350 litros solto nele tenho apenas 2femeas de lebiste domestico junto com outros peixes. Oque devo fazer?

    1. Olá Igor,

      É natural que peixes pequenos sirvam de alimento para peixes maiores. Você não pode colocar esses peixes juntos no mesmo aquário.

      Sugestão, procure colocar peixes do mesmo tamanho juntos no mesmo aquário.

      Abraços

  8. Gente outrra duvida. Tenho duas fêmeas de lebiste domestico eu coloquei uma delas que esta com cria mais adiantada na criadeira e a outra que nadava sempre junta com ela ficou sozinha e depois de 2 dias ela começou a ficar isolada e parada ai eu tamben coloquei ela na criadeira e ela parou de ficar isolada, será que os lebistes so se sentem bem em cardumes??? Obrigado um Abraço!!!

  9. Minha lebiste teve 8 filhote. Mas ela ainda continua com aquela mancha de gravidez,será mais filhotes que viram,coloquei ela com o macho,assim se ela não tiver cria ela irá pegar ja faz 3 dias pós parto???

    1. Olá Isabela,

      Não irão morrer não. Mas você deve tomar cuidado com a qualidade da água, já que não vai ter o filtro para manter uma qualidade boa, você deve fazer a limpeza com uma frequência maior.

      Abraços

  10. pequei mais ou menos uns 100 em uma canal em São Vicente ,SP , mas não tenho certeza se é realmente o lebiste selvagem, as femeas são cinza e os machos coloridos, as femeas são maiores que os machos. eu gostaria de colocar uma foto aqui mas não da ,colocarei no ( f ). tudo de bom para todos e obrigado pelas informações

  11. Eu tenho um achei em uma poça quase seca do rio Paraíba do Sul. Estava ele um macho pequeno e uma fêmea de 6 cm o macho pequeno morreu antas de chegar em casa e a fêmea no outro dia.
    O meu se chama Diamante, ele e criado com guppys e molinesias(eu crio esses peixes). Ele e bem pacífico nunca brigou com nenhum dos meus peixes. Eles são bem gulosos e o meu mesmo sendo totalmente selvagem se acostumou em 2 dias com a ração de peixes. Meu aquário esta com alevinos de 1 mês e meio e quando ele chegou tinha alevinos de 25 dias e ele nunca atacou os alevinos. Se dão bem com peixes do mesmo gênero dele como Guppys(lebiste) e molys(molinesia) são peixes bem legais, divertidos, ativos e pacíficos.

  12. Eu não sei por quê todos os sites falam que este peixe suporta uma faixa tão estreita de temperatura, quando ele suporta inclusive temperaturas mínimas de 8ºC, quando entram a um estado semelhante à hibernação, se movimentando pouco.

    É óbvio que o aquarista não manterá esta temperatura, mas afirmar que a temperatura ideal fica em 27ºC não é o indicado, pois os alevinos não suportam temperaturas próximas dos 30ºC (adultos morrem com 31ºC).

    Se houver algum defeito no termostato, em apenas algumas horas a temperatura do aquário poderá pular de 27ºC para 30ºC (dependendo do volume de água do aquário e da capacidade do sistema de aquecimento da água, claro).

    Sou apaixonado por estes peixes e no inverno a temperatura do pequeno arroio próximo à minha casa chegava facilmente aos 10ºC nos dias mais frios aqui no Rio Grande do Sul.

    Eu tinha um aquário de 90 litros em casa e um tanque de 500 litros a céu aberto, e neste tanque a temperatura chegava aos 8ºC nas noites mais frias. Se o aquário conter apenas lebistes selvagens, não há necessidade de sistema de aquecimento, principalmente se forem mantidos em aquário em um ambiente interno.

  13. Bom pessoal tive na cidade de ouro branco MG e no centro da cidade tem uma lagoa com muitos lebiste selvagem lar o moradores pegar os peixinho e usa de isca para peixe maior os lebiste de lar são muitos colorido lindos na minha cidade tres marias tem uma espécie de barrigudinho que eu acho ser os guaru tem muitos na repreza

  14. Eu sempre tive desses no aquário, e como vcs comentaram, os machos são coloridos, alguns são bastante!
    Sempre encontrei eles na região de São Roque, Itu e região, (interior próximo de São Paulo) e já criei eles misturados com outros peixes dessa vez, estou com 7 lebistes, nascidos em meu aquário, (bem resistentes a Ph alcalino) já que os 6 originais morreram devido o Ph da loja ser neutro, e em uma visita ao Guarujá (litoral de São Paulo) achei um riacho de nascente com eles tambem, mais dessa vez não encontrei os coloridos, seria questão de região? Ou seriam todos femeas?

    1. Olá! Bill peguei 24 lesbistes desses aí aqui em Brasília mesmo na água mineral lá na parte onde mina a água pra descer pra piscina velha, no lado perto das árvores. Tinha vários lá e não trouxe mais com medo de morrerem porque os trouxe dentro de um litro de coca cola retonavel de 2 litros mais eles resistiram e ainda estão bem vivinhos.

    2. Bill encontrei os meus lebistes selvagens na água mineral na piscina velha, perto das árvores, onde mina a água pra descer pra piscina velha… Consegui pegar 24 apenas com copinhos descartáveis e coloquei dentro de uma garrafa de coca cola de 2 litros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *