Molinésia Dálmata

A Molinésia Dálmata, é um peixe que tem uma característica bastante ativa e, normalmente, não são agressivos entre peixes da mesma especie. São peixes muito vistoso e de uma imensa variedade, sendo que a mais procurada é a de cauda de lira.

Da mesma maneira que as outras variedades de Molinésia, a Molly Dálmata come de tudo, mas sua dieta está baseada, em sua grande parte, em vegetal, podendo comer até algas quando colocados em aquários plantados.

Como em todos os peixes da família do poecilídeo, são peixes de reprodução muito fácil e os filhotes já nascem formados. Uma gestação dura entre 28 a 40 dias, mas os filhotes tem que ser retirados do aquário e deixados separados por serem muito pequenos, isso os torna uma presa fácil para os outros peixes adultos, incluindo os pais.

São peixes que se dão muito bem em grupos de outros peixes, de fácil manutenção e por esses motivos, são bastante indicados para quem está começando no ramo do aquarismo.

Embora a Molinésia Dálmata seja muito fácil de ser criada em um aquário, e importante  tomar  alguns cuidados para poder aumentar a vida útil do peixe e deixá-los ainda mais  vistosos e  coloridos, segue a ficha técnica da Molinésia Dálmata:

Nome Popular:
São conhecidos com o nome de Molinésia Dálmata

Nome Científico:
Foi batizado de Poecilia sphenops

Origem:
São peixes nativos do México ao Norte da Colômbia.

Temperatura:
Para manter a qualidade do habitat ideal para a Molinésia Dálmata, a água deve estar entre 24°C e 28°C,  mas de preferência manter em 27°C.

Água:
O  pH da água deve ficar entre 7.2 a 7.8

Alimentação:
Molinésia Dálmata tem uma alimentação Onívora, comem várias coisas, vou listar algumas delas: Rações em geral, Spirulina, alimentos vivos entre outros.

Sailfin molly – Dalmatian Molly – Poecilia latipinna in front of a white background
Deixe aqui seu email para receber novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *