Jundiá Albino

O Jundiá Albino é um peixe de couro que é encontrado exclusivamente na América do Sul, onde já é considerado um dos melhores peixes para serem criados em pisciculturas, visto sua robustez com relação aos parâmetros de água, e sua grande capacidade de reprodução e crescimento.

É um peixe de uma cor cinza escura no dorso e branco no ventre, mas isso quando não estão na condição de albinismo, possuindo raios espinhosos venenosos, que são muito conhecidos pelos pescadores. Também gostam de ficar em riachos litorâneos com fundo arenoso e coberto por folhas mortas, mas também podem ser encontrados em lagos e rios com correnteza moderada.

Pode chegar a atingir um tamanho máximo de 47 centímetros, mas o mais comum de ser encontrado é no tamanho de 35 centímetros. Possuem uma expectativa de vida de aproximadamente 10 anos ou mais. Também podemos dizer que esse peixe possui um comportamento pacífico, mas deve ser mantido em aquários com peixes maiores do que eles, ou caso contrário os peixes menores serão vistos como alimentos. Também podem apresentar um comportamento agressivo e territorialista com peixes da mesma espécie.

Já quando falamos de dimorfismo sexual, os peixes machos apresentam um tamanho menor do que o tamanho das fêmeas, mas a principal característica é a diferença entre as papilas genitais, onde no macho existe uma protuberância facilmente percebida.

Embora o Jundiá Albino seja fácil de ser criada em um aquário, e importante  tomar  alguns cuidados para poder aumentar a vida útil do peixe e deixá-los ainda mais  vistosos e  coloridos, segue a ficha técnica do Jundiá Albino:

Nome Popular:
São conhecidos com o nome de Jundiá Albino, mas também são conhecidos como Bagre morcego, Jandiá, Jandiaí, Jundiá amarelo, Jundiá, Bagre amarelo, Bagre da lagoa, Bagre guarié, Mandi guaru, Nhandiá e Sapipoca.

Nome Científico:
Foi batizado de Rhamdia quelen

Origem:
São peixes nativos e encontrados na América do Sul.

Temperatura:
Para manter a qualidade do habitat ideal para a Jundiá Albino, a água deve estar entre 22°C e 28°C,  mas de preferência manter em 26°C.

Água:
O  pH da água deve ficar entre 6.0 a 7.0

Alimentação:
A Jundiá Albino tem uma alimentação Onívora, com uma tendencia grande para serem carnívoros. Comendo pequenos peixes, insetos tanto terrestres como aquáticos, pequenos crustáceos, mas também podem comer restos vegetais. Em aquários podem aceitar alimentos vivos ou secos, e preferencialmente irão ter uma aceitação maior quando oferecidos no período noturno.

Deixe aqui seu email para receber novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *