Peixe Cobrinha Kuhli

O Peixe Cobrinha Kuhli é um peixe muito interessante, que tem o hábito de ficar a maior parte do tempo em contato direto com o substrato do seu aquário, fazendo com que o aquarista que os possuem tenham que ter um cuidado ainda maior com a qualidade da água naquela região do aquário.

O Peixe Cobrinha Kuhli assim como os peixes Dojô, tem o curioso costume de se enterrarem no substrato de nossos aquário, e essa é sim uma informação muito importante, pois assim devemos ter o cuidado de colocar substratos com a granulometria ideal e sem arestas afiadas, para evitar lesões e corte nos peixes, o que pode ocasionar até a morte dos mesmo. Como seu costume é de ficar a maior parte do tempo no fundo do aquário, devemos garantir que haja alimentos chegando a essa porção da coluna d’água, e para isso existem rações especiais para peixes de fundo no mercado hoje em dia que irão garantir alimentação apropriada e saudável para seus peixes.

O dimorfismo sexual do peixe Cobrinha Kuhli, é bem sutil como a maioria dos peixes, onde as fêmea apresentam o corpo maior e o ventre mais roliço do que os ventre dos machos. Já seu comportamento é bem pacifico, podendo conviver tranquilamente junto a outros peixes, mesmo sendo de espécies diferentes.

Mesmo que o Peixe Cobrinha Kuhli  seja relativamente fácil de ser criado em um aquário, e importante  tomar alguns cuidados para poder aumentar a vida útil do peixe e deixá-lo ainda mais  vistoso e  colorido, segue a ficha técnica do Peixe Cobrinha Kuhli:

Nome Popular:
São conhecidos com o nome de Peixe Cobrinha Kuhli ou Coolie Loach

Nome Científico:
Foi batizado de Pangio kuhlii

Origem:
São peixes encontrados na Ásia.

Temperatura:
Para manter a qualidade do habitat ideal para o Peixe Cobrinha Kuhli, a água deve estar entre 24°C e 30°C,  mas de preferência manter em 26°C.

Água:
O  pH da água deve ficar entre 5.5 a 6.5.

Alimentação:

O Peixe Cobrinha Kuhli tem uma alimentação Onívora, que irão aceitar muito bem qualquer tipo de ração industrializada, desde que acostumados a elas. É sempre importante oferecer alimentos vivos de uma a duas vezes por semana, mas sempre alimentos de qualidade, pois isso irá influenciar totalmente na saúde e qualidade de vida deles. Outra dica importante na hora da alimentação, é oferecer uma ração a base de proteína vegetal pelo menos uma vez por semana, isso, vinculado a alimentos vivos ajuda a incentivar a reprodução dos peixes .

Deixe aqui seu email para receber novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *