Tudo o que você precisa saber sobre o camarão Pitu

Camarão Pitu

O Camarão Pitu é um camarão bastante agressivo, caçando e matando outros camarões e peixes, especialmente de noite. Por esse comportamento não devem ser mantidos em aquários com outros animais. Entre eles, podem ser mantidos juntos, mas precisam de espeço e locais para se abrigarem, especialmente após fazerem a ecdise, quando seu exoesqueleto esta mole o que os deixam vulneráveis, e é justamente nesse momento em que outros camarões podem predá-los. Sendo o ideal mesmo é criar um único individua em um aquário dedicado a ele.

O Camarão Pitu tem como diferenciação entre o macho e a fêmea o tamanho, onde a fêmea geralmente é menor e com as garras também de tamanho menor. As fêmeas também possuem a pleura abdominal arqueadas e alongadas, formando assim uma câmara de incubação para seus futuros descendentes. Por falar em descendentes, a reprodução do camarão Pitu é bem difícil justamente pelo fato de sua reprodução ser primitiva, resumidamente a fase larval depende de águas salobras para seu desenvolvimento, o que torna essa reprodução mais difícil de ser observada em aquários.

Mesmo sendo relativamente difícil de serem mantido em aquários, o Camarão Pitu requer alguns cuidados para poder ter sua vida útil aumentada e deixá-los ainda mais vistosos e vibrantes. Segue a ficha técnica do Camarão Pitu:

Nome popular:
São conhecidos com o nome de Camarão Pitu, camarão Canela ou Calambau

Nome científico:
Foi batizado de Macrobrachium acanthurus

Origem:
São camarões que são encontrados em toda as Américas.

Temperatura:
Para manter a qualidade do habitat ideal para o Camarão Pitu, a água deve estar entre 20°C e 28°C, mas de preferência manter em 25°C.

Água:
O pH da água deve ficar entre 6.5 a 7.8.

Alimentação:
O Camarão Pitu, é um camarão que não tem problema em comer, comem desde algas, a ração dos peixes, passando por animais mortos sendo até mesmo outros camarões. São predadores extremamente ativos, caçando e predando tudo o que encontrarem, e a falta de proteína animal em sua dieta acentua ainda mais esse comportamento.

Tudo o que você precisa saber sobre o camarão Pitu

Deixe aqui seu email para receber novidades.

16 comentários em “Camarão Pitu”

  1. Gostei da ideia e pretendo em breve
    Cultivar esse tipo.
    Moro em petrolina /pe. e queria saber
    De vcs quem mais proximo aqui fornrce
    Os alevinos e se posso desenvolver a racao por aqui mesmo ja que em nossoei existem muitas sobras de ailentos vegetais.

      1. Olá Erick me chamo CASSIANO e moro na Bahia gostaria de saber se você pode me fornecer mais informações sobre como criar o pitu tais como
        Tempo de troca da água
        Tempo para abate
        Tamanho da caixa d’água etc…

  2. Oi gostaria de saber se o pitu pode comer outros peixes quando ta com fome eu tenho um pitu o cara falo que era so colocar peixes rápidos e eu DP comida normal e eu comprei pequena pra poder se acustumas com os peixes so que eu dechei de dar comida durante um dia e ela comeu 1 peixe isso e normar de acontece

  3. Eu comprei um tem pouco menos de 1 semana. Primeiro sumiu um paulistinha e agora encontrei metade de um espada no local que ele fez de casa. Creio que ele somente os comeu por restarem mortos. Estou observando-o. Outra coisa, ele é bem ativo durante a noite e bem legal de observar.

  4. Tinha um aquário plantado de 200 l criei esses camarões junto com os peixes, nunca deu problema pelo contrário esses camarões se reproduziam muito, em 6 meses tinha pra mais de trinta! Vendia ou trocava nas lojas de aquarismo da minha cidade.

  5. Bom tenho 3 camarão pitu, antes eles ficava em um aquário pequeno junto com Paulinha, só comiam os peixes depois que morriam,
    Hoje tenho tm aquário maior, de 60 litros, e eles vivem uma boa junto com neons cardinais, ácara bandeira, e uns paulistas,
    Já tem mais de 1 mês isso, e até agora não pedir nenhum peixe, sempre alimento com 2 tipo de ração, (uma de fundo em grão e uma em flocos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.