A importância de uma boa alimentação – Parte 2

Continuando a série sobra a importância de uma boa alimentação dos peixes, que começamos no post anterior denominado parte 1, iremos falar agora algumas outras dicas e precauções que você deve ter na hora de alimentar e na hora de escolher qual ração comprar.

A primeira coisa que devemos saber é que não existe uma formula específica para a alimentação, e sim podemos afirmar que cada aquarista deve desenvolver um método próprio e específico para dar comida para seus peixes. Mas existe um passo inicial, um ponta pé de partida para que os aquaristas iniciantes possam começar e ir aperfeiçoando com o passar do tempo, que é o método “pitada/espera”.

Esse método nada mais é do que pegar uma pequena pitada de ração com os dedos, nunca com um colher ou virando o potinho direto no aquário, e de preferencia com os dedos limpos. Essa pitada, que realmente é um pitada, deve conter entre 5 e 7 flocos da ração. Adicionar essa pitada no aquário, sempre na mesma hora de preferencia, e esperar um pouco até quase acabar. Assim que os peixes comerem a maior parte dessa primeira pitada, você pode colocar outra pitada, lembre da quantidade e de fazer isso com os dedos. Novamente esperamos até que os peixes comam quase todos os flocos, e repetimos novamente. Isso deve se repetir até que você note que os peixes diminuíram a frequência com que vão atras dos flocos, notem que eu falei, diminuir, e não acabar,pois os peixes não vão para de procurar comida e isso é uma tendencia natural dos peixes, e não quer dizer que eles estão com fome.

Já na hora de escolher sua ração, evite rações que estão em embalagens transparente, isso porque todo e qualquer alimento perde toda as suas vitaminas quando em contato com a luz. Também devemos ter cuidado e sempre desconfiar de rações muito baratas e sem rótulos, bem como as rações embaladas pelo lojista.

Outro ponto que se deve ter um cuidado, mas dessa vez um cuidado redobrado, são com os patês. Esses alimentos podem ser de excelente qualidade, mas requerem uma experiência maior do aquarista tanto na hora de identificar a qualidade quanto na hora de oferecer aos peixes, por isso não indicamos o uso desse tipo de alimento quando se esta iniciando no hobby.

Mas como saber qual tipo de ração é a melhor para o meu peixe, será que é patê, alimento vivo, ração flocada, ração granulada ou nenhuma delas? Na verdade a pessoa mais indicada para lhe tirar essa dúvida é o lojista, mas se esse lojista não cuida muito bem dos aquários onde estão os peixes para venda, não tem uma área de venda limpa, e não se preocupou em lhe ensinar como alimentar os seus peixes, sugiro não seguir o que ele lhe falar, e ir procurar na internet ou em outra loja mais qualificada. Para de bobeira Henrique, e diz logo qual a melhor ração ai? Na verdade essa é uma questão muito específica mesmo, cada peixe requer um tipo de vitamina, e consegue/aceita um determinado tipo de ração, por isso da dica de pesquisar na internet.

Por fim a ultima, mas não menos importante das dicas, não economize na hora de comprar sua ração, ela é o menor dos custos que você terá com o aquário. Não adianta nada ter o melhor filtro, a melhor luminária, a melhor caixa de vidro, o melhor sistema de Co2, se você peca na ração. Ou seja, não deixe para economizar bem na hora de comprar a ração.

A importância de uma boa alimentação - Parte 2

Deixe aqui seu email para receber novidades.

One thought on “A importância de uma boa alimentação – Parte 2”

  1. Eu sou aaaaapaichonado por acuarios mas eu ainda tenho um sonho de poder ter um mas antes de morrer pode ser k eu compre um um dia.a sim se deus quiser. É meu sonho eu adoro de mais sempre vou num lugar que tem um e fico horas olhando e uma terapia pra mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *