Tudo o que você precisa saber sobre a doença Tegastes Acroporanus

Tegastes Acroporanus

Hoje vamos falar da doença Tegastes Acroporanus, uma doença que chegou ao Brasil recentemente, e que apesar de atacar apenas corrais do Gênero Acroporas sp., e pegar uma pequena faixa de aquaristas, escolhemos falar sobre essa doença para ajudar aos aquaristas marinhos a erradicar essa doença recentemente chegada ao Brasil.

Existem diversas formas de fazer o tratamento para a Tegastes Acroporanus, mas iremos falar apenas do método mais eficiente. O tratamento através do medicamento Program Plus, um medicamento é usado no tratamento de carrapatos e pulgões e é encontrado em lojas de medicamentos para cães. Esse medicamento mata o parasita em apensa 10 minutos, mas o tratamento é recomendado por um tempo de 4 horas, para evitar a volta do mesmo.

O medicamento é vendido em capsulas, de 23 mg e de 5,75 mg. O tamanho menor trata um aquário de 325 litros e pode ser fracionado para tamanho menores, já o comprimido de 23 mg trata 1300 litros de água. A melhor forma de fazer o tratamento é separa a colônia de corais acróporas em um aquário hospital, com o medicamento já diluído na água na proporção correta, e deixar os corais la por um pouco mais de 4 horas. É muito importante oxigenar esse aquário hospital muito bem, e manter a mesma temperatura da água do aquário principal, um dica é utilizar a mesma água do seu aquário principal no aquário hospital. Depois do tratamento os corais podem voltar ao aquário principal.

Também pode ser administrado o medicamento direto no aquário principal, como o medicamento mata todo só crustáceos do aquário, é muito importante retirar os paguros, camarões e afins. Mesmo assim, o medicamento irá matar toda a fauna do substrato, o que pode fazer com que a filtragem do aquário seja comprometida, e em aquários que tenham o peixe Mandarim, pode ter problemas, pois ele se alimenta dessa fauna. É importante desligar o skimmer, retirar o carvão ativado e desligar o refugio, dai aplicar o medicamento na proporção adequada, e aguardar por 4 horas de retorno, depois disso recolocar o carvão, e efetuar uma troca parcial de água de 25%, após essa troca, religue o skimmer e depois de 3 ou 4 dias religue o refugio ao aquário, depois desse tempo o carvão já irá ter retirado uma boa parte do medicamento. É recomendado esperar entre um mês ou dois par voltar a colocar os crustáceos dentro do aquário e também o Mandarim.

Seguindo todas essas dicas você não vai ter mais problemas com a doença Tegastes Acroporanus.

Tudo o que você precisa saber sobre a doença Tegastes Acroporanus

Deixe aqui seu email para receber novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *